quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Um pouco de treinamento funcional no Blog da querida Siara Beatriz

Vejam algumas imagens do treino que realizei com a Siara Beatriz...
Matéria na íntegra no link abaixo: http://www.espacosanavita.com.br/blog/2013/08/21/ginastica-funcional-corpo-firme-por-inteiro/

sábado, 19 de outubro de 2013

O que é melhor Esteira, Transport ou Bike?

Avaliem com a matéria, que o site Terra publicou, com minha consultoria e de outros colegas. http://saude.terra.com.br/bem-estar/esteira-bicicleta-ou-transport-saiba-qual-a-melhor-opcao,bb6e169ec8e91410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html Abraços...

domingo, 19 de maio de 2013

MATÉRIA PARA O PORTAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA MAIO 2013

E, a matéria desse mês, onde eu e meus amigos personais fomos fontes. Espero que curtam... Organização e dedicação são características comuns aos Personal Trainers de sucesso Eleitos os melhores personais do ano, profissionais contam quais competências são necessárias para chegar ao topo. Quando se observa atentamente os profissionais bem-sucedidos, é possível notar que eles têm algumas características em comum. Ambição, conhecimento técnico, competência, perseverança , etc, são apenas algumas das características que fazem destes profissionais os destaques que são. Dentre os personal trainers também há algumas características que podem ajudar a determinar o sucesso na carreira e para descobrí-las, o Portal da Educação Física conversou com os três vencedores do prêmio Personal Trainer do Ano, da Sociedade Brasileira de Personal Trainers, que existe desde 2011. Confira abaixo a opinião de cada um deles e inspire-se para trilhar o caminho até o topo! Clóe Celentano – eleita a "Personal Trainer do Ano" em 2011 e gerente da academia do Corinthians (cloecelentano.blogspot.com) “Acho que a principal competência do personal trainer de sucesso é a disciplina. Como ele é um autônomo, tem que se disciplinar e cumprir todas as suas aulas da melhor maneira possível. Depois que adquire uma certa carteira grande de clientes, o personal pode ter vontade de faltar, desmarcar uma aula, se atrasar e aí é que precisa de disciplina e comprometimento”, destaca. Outras capacidades que Clóe destaca são cursos de atualização e leitura de artigos científicos, respeito ao aluno e a consciência da importância de se manter um relacionamento profissional: “é inevitável criar vínculos afetivos, mas quanto mais conseguir manter a postura profissional, maiores as chances de manter o aluno com você. É melhor ter poucos alunos fidelizados, do que 20, 30 que ficam dois meses e vão embora sem ver o resultado do seu trabalho”. O cuidado com a aparência também é essencial: “tem que treinar pra sentir na pele o que o aluno está passando. O corpo é nosso instrumento de trabalho e nosso cartão de visitas”; assim como a organização para poder gerir o tempo e dar conta de todos os clientes. Para quem ainda está na universidade e pretende seguir a carreira de personal trainer, Clóe recomenda humildade e trabalho duro: “tem que fazer estágio em academia, trabalhar como professor de sala, porque dá traquejo e experiência. Além disso, o personal tem que lembrar que está trabalhando com ser humano e um erro seu pode até matar uma pessoa”. Clóe conta que nunca procurou pelos alunos ao longo de toda a sua carreira e brinca que não sabe se vender, mas destaca a importância do network para a trajetória bem-sucedida. “Aprendi com meus coordenadores lá atrás que a forma como você se comporta, o certo ou o errado, tem sempre alguém vendo”, assim, participar de eventos, palestras e fazer um bom trabalho com os alunos é um chamariz do trabalho e leva ao topo. “Você pode fazer bonito na venda também, montando uma anamnese com tablet, notebook, mas se não souber a parte técnica, no dia a dia, se não trouxer resultados, o cliente vai embora”, destaca sobre a importância do equilíbrio entre vendas e técnica. Luiz Domingues – eleito o "Personal Trainer do Ano" em 2012 (www.informaluiz.com.br) Para o profissional de Santos (SP), já durante a faculdade é que se delineiam as principais competências do personal de sucesso. Além de gostar de estudar, ter o hábito da leitura e buscar informações que vão além daquelas indicadas pelos professores, além de ter um projeto pessoal e outro profissional. “Hoje a maioria dos estudantes não tem um projeto e nem paciência para saber que a experiência vem aos poucos. Querem tudo de forma imediata e não sabem onde querem estar daqui alguns anos. Tem que ter um projeto de vida, querer comprar uma casa, viajar o mundo com o seu trabalho, entre outros”, destaca. Também é preciso entender que, com o passar dos anos, os nossos objetivos mudam e aí temos que nos readequar para atingi-los. A autodisciplina é outra regra básica para chegar ao topo da carreira, segundo o personal trainer de 2012, assim como a administração do tempo. “As pessoas dizem que queriam que o dia tivesse 28 horas, mas na verdade elas canalizam suas energias praquilo que não vai trazer retorno, não vai agregar nada na vida delas. Quem se deu bem na vida canalizou as energias para aquilo que dava certo e continuam acontecendo por aí.” O estudante pode se preparar para atingir essas competências é por meio do diálogo com outros profissionais, mais velhos e experientes, para adquirir conhecimento e trocar informações. “Muitos têm vergonha de conversar, acham que vão ser ridicularizados por que têm dúvidas. Outros não querem falar porque acham que é concorrência. A área de personal é muito individualizada”, diz o personal de Santos, que indica ainda a leitura de revistas sobre gestão, como Exame e Você SA para que o profissional se inteire sobre a gestão de pessoas e que aprenda ainda sobre finanças, para saber como investir seu dinheiro. Diego Zanon – eleito o "Personal Trainer do Ano" em 2013 e consultor de atividades físicas (www.diegozanon.com.br) Para o atual personal trainer do ano, o planejamento adequado da forma de trabalhar, o controle na execução desse plano de trabalho e a constante busca pela excelência para oferecer o melhor serviço ao cliente destacam o profissional. “Desde o segundo período da faculdade que eu tinha o objetivo de buscar a excelência e me destacar no mercado. Os estudantes têm que entender que é na faculdade que a gente começa a trabalhar e não depois de formados. Têm de se preocupar em aprender a parte técnica do funcionamento do corpo, mas também precisam buscar dicas de administração da carreira e marketing, que não se aprende na universidade.” O apoio da família é fundamental para trilhar uma trajetória de sucesso, assim como montar um bom network com informações atualizadas para se inspirar e adaptar as novidades que eles têm feito para a sua realidade. “O sucesso é uma consequência que vem do seu trabalho quando você pensa em ajudar as pessoas com o seu ofício”, diz Zanon. O profissional cita cinco competências que são requeridas para se dar bem como personal trainer: - gostar de pessoas, porque trabalhamos com elas; - paixão pela profissão, porque a rotina é dura e você vai acordar cedo e dormir tarde; - ser curioso, pois assim não vai se acomodar e vai sempre inovar para oferecer o que pode às pessoas; - ter um bom trabalho de marketing, porque não adianta ser ótimo e ninguém saber que você existe. É preciso saber se divulgar e investir em cursos de gestão de carreira; - determinação para enfrentar vários obstáculos durante a carreira.

PORTAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA EM 2011

Entrevista para a matéria do Portal da Educação Física... 2011 Superação e perseverança marcam a história da melhor Personal Trainer do Brasil PUBLIEDITORIAL Clóe Celentano foi vencedora do prêmio Personal Trainer do Ano 2011 da Sociedade Brasileira de Personal Trainers. A 2ª edição do prêmio será entregue no dia 24 de março, durante a realização do 6º Congresso Brasileiro de Personal Training, em São Paulo. Em entrevista, Clóe conta o que mudou em sua carreira no último ano após a premiação e quais os conselhos para os profissionais que pretendem ingressar no Personal Training. 1. Como está sendo para você esse ano (desde março/11) como Personal Trainer do Ano? Esse ano foi o meu melhor ano profissional, estou muito feliz pelas palestras realizadas, principalmente a do Congresso da SBPT para outros personal trainers, podendo ajudar um pouco com minha experiência; depois o prêmio que não esperava, emocionante, e muita repercussão na mídia. Meus clientes também ficaram felizes, houve aumento de procura pelo meu trabalho. Enfim, um grande ano que ainda continua. 2. O que mudou na sua carreira/vida com o prêmio? Tenho uma carreira bem sólida, e o prêmio veio coroar todos esses anos de luta, pois não é fácil fidelizar durante tantos anos, clientes de diferentes perfis e objetivos. O prêmio foi a comprovação de que meu trabalho é embasado, ético e correto. O que mudou talvez tenha sido o respeito dos colegas de profissão, clientes e valorização do meu trabalho. Um título é importante principalmente na hora que o cliente vai escolher o profissional. 3. Qual a melhor coisa que você já fez em sua carreira? Que impacto isso teve? A melhor coisa foi ter tido coragem de largar um emprego convencional, como coordenadora de uma grande academia e me dedicar exclusivamente ao personal training. Foi uma mudança em termos de segurança financeira, porém gerou uma ampliação do meu mundo profissional, minha carreira decolou. Participar do congresso então, me tornou realizada e conhecida em âmbito nacional. 4. Que conselho você daria aos ingressantes na carreira de personal trainer? A primeira dica é atualizar-se sempre, porque quando somos nossos próprios "chefes" e adquirimos uma clientela fiel, tendemos a nos acomodar e dar aulas no “automático”. Realize um trabalho embasado cientificamente, pesquise, seja honesto com seu cliente, não prometa o que não possa cumprir e nem invada outras áreas, como nutrição e fisioterapia. Seja humilde e, quando não souber algo, pesquise e responda posteriormente. Não aceite qualquer remuneração pelo seu trabalho, não se "prostitua", valorize-se e dessa forma estará contribuindo muito com todos de sua profissão. 5. O que você vê como maior tendência do fitness atualmente? E qual o maior desafio? Uma grande tendência do fitness é a popularização do personal training, hoje está mais acessível do que no passado, clientes mais conscientes das vantagens, academias menores com melhor atendimento, condomínios com academias. Outro ponto são as aulas de condicionamento físico em pequenos grupos. O maior desafio é encontrar profissionais capacitados para atender esse público cada vez mais consciente e exigente, a formação universitária está bastante deficiente. 6. E o seu futuro, 5 anos à frente, como será? Penso em montar meu estúdio de personal, dar mais cursos em congressos, ajudar na formação de outros profissionais, conseguir passar adiante um pouco do que aprendi em todos esses anos de profissão. Pelo que vejo, será difícil parar de dar aulas, pois o laço criado com meus clientes é difícil de cortar. Devo diminuir um pouco a carga, para continuar me especializando e viajar mais.

domingo, 5 de maio de 2013

Matéria da UOl que colaborei, junto com outros colegas, para você otimizar os resultados de seu treino..."http://minhavida.uol.com.br/fitness/galerias/14482-oito-dicas-de-especialistas-para-fazer-o-treino-render-mais"